Presidente da Petrobras pede demissão e governo federal solicita investigação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

A saída de José Mauro ocorre após uma série de pressões feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) e pelo deputado federal Arthur Lira (PL), presidente da Câmara. Na última sexta-feira (17), a Petrobras anunciou novos aumentos no preço da gasolina e do diesel para os postos.

A nomeação de um presidente interino será examinada pelo Conselho de Administração da Petrobras a partir de agora. A intenção do presidente Jair Bolsonaro de criar uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar a Petrobras, é vista por analistas como arriscada, pois um eventual colegiado pode se transformar num palco de críticas ao governo, como ocorreu com a comissão do Senado que investigou a pandemia de COVID-19. Tanto que parlamentares da oposição não são contrários à ideia.

“A situação atual é complexa e não tem uma solução rápida. (…) Dessa forma, o IBP não apoia o controle de preços na cadeia de abastecimento ou a criação de gravames para exportação de petróleo”, finaliza o documento.

A possibilidade de interferência na Petrobras provocou reações no meio econômico. Em nota divulgada ontem, o Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP) criticou medidas que visem controlar os preços dos combustíveis por qualquer via. “O IBP defende os princípios da liberdade econômica e a livre formação dos preços dos produtos da cadeia petrolífera como o único caminho possível para a consolidação de um mercado mais competitivo no Brasil”, diz a nota.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.